2
2

TUDO É POSSÍVEL AO QUE CRÊ

“Perguntou Jesus ao pai do menino: Há quanto tempo isto lhe sucede? Desde a infância, respondeu; e muitas vezes o tem lançado no fogo e na água, para o matar; mas, se tu podes alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos. Ao que lhe respondeu Jesus: Se podes! Tudo é possível ao que crê.” (Marcos 9:21-24).

Bom dia!

Ao lermos os Evangelhos, frequentemente nos deparamos com declarações surpreendentes feitas por Jesus. Após revelar-se para seus discípulos mais próximos, Pedro, Tiago e João e transfigurar-se diante deles, desceram do monte e depararam com numerosa multidão a discutir com os escribas. Ao ver Jesus, tomada de surpresa, a multidão o saudava. Jesus, entretanto, perguntou-lhes a respeito do que estavam a discutir.

Então, um dos presentes, se aproximou e disse a Jesus: “Meu filho está possesso de um espírito imundo. Pedi ajuda a seus discípulos, mas eles não puderam expulsá-lo.” Em seguida, o pai disse a Jesus: “Se tu podes alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos.” (Marcos 9:22). Em resposta ao pedido do pai, Jesus afirmou: “Tudo é possível ao que crê.” (Marcos 9:23).

Por alguma razão, talvez por já ter lutado muito contra o espírito imundo, talvez por testemunhar o fracasso dos discípulos ou talvez por sua visão de mundo, o pai abordou Jesus com a mente cheia de dúvidas. Como Tiago deixou bem claro, a dúvida é uma muralha difícil de transpor quando se está no caminho do milagre: “Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida. Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois o que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento. Não suponha esse homem que alcançará do Senhor alguma coisa.” (Tiago 1:5-7).

Abraham Lincoln, o décimo sexto presidente dos Estados Unidos, exerceu seu mandato do período de 04 de março de 1861 até seu assassinato, em 15 de abril de 1865. Ele, que liderou seu país no momento de maior crise interna, a Guerra Civil Americana, disse certa vez: “Fé não é crer que Deus pode, mas que Deus fará.” (Abraham Lincoln).

Após testemunhar o sucesso de Jesus em lidar com o espírito imundo, os discípulos perguntaram-lhe por que razão eles, que haviam recentemente confrontado demônios e sido bem-sucedidos quando foram enviados dois a dois, não puderam expulsá-lo. Jesus respondeu-lhes: “Por causa da pequenez da vossa fé. Pois em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele passará. Nada vos será impossível.” (Mateus 17:20).

“Fé não é crer que Deus pode, mas que Deus fará.” Fé é a certeza de que Deus fará, nos ensina Lincoln. De fato, a fé segura firme nas mãos aquilo que os olhos ainda não viram: “A fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não veem.” (Hebreus 11:1). A fé concretiza, no presente, aquilo que já existe no futuro e nos encoraja a seguir em frente.

É importante entender que a fé é diferente de ilusão, pois a fé está fundamentada no caráter de Deus que sempre cumpre o que promete. Pela fé, como diz a carta aos Hebreus, Enoque foi trasladado, Noé aparelhou a arca, Abraão deixou sua parentela, partiu sem saber aonde ia e peregrinou pela terra da promessa. Pela fé, em idade avançada, Sara concebeu e deu a luz a Isaac. Pela fé, homens e mulheres “subjugaram reinos, praticaram a justiça, obtiveram promessas, fecharam a boca de leões, extinguiram a violência do fogo, escaparam ao fio da espada, da fraqueza tiraram força, fizeram-se poderosos em guerra, puseram em fuga exércitos de estrangeiros.” (Hebreus 11:33,34).

Você precisa saber que nem sempre toda sua preparação técnica será suficiente para movê-lo em direção ao problema. Na verdade, o que nos faz levantar e enfrentar as lutas é a certeza, a fé de que vai dar certo. Mesmo quando faltarem recursos, tempo, tecnologia e ciência, para ser vitorioso, você precisa crer. E, ainda, quando não der certo uma, duas ou três vezes, você precisa se levantar, avaliar, corrigir, crer e continuar. A fé segura firme nas mãos aquilo que os olhos ainda não viram. Ela é essencial para a vida, para a sobrevivência.

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…