2
2

TRABALHADORES

“Depois disto, o Senhor designou outros setenta; e os enviou de dois em dois, para que o precedessem em cada cidade e lugar aonde ele estava para ir. E lhes fez a seguinte advertência: A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara.” (Lucas 10:1,2).

Bom dia!

Embora nem sempre pareça, aprendemos a olhar tudo de uma maneira racional, mas isso não deveria ser problema, pois o apóstolo Paulo nos ensina a prestar à Deus um culto racional: “Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.” (Romanos 12:1).

Nos últimos séculos, guiados por nossos professores, aprendemos que a dúvida deve ser o fundamento para a vida e reduzimos a verdade ao que podemos ver, tocar, experimentar e comprovar. Embora, por definição básica da Ciência, toda verdade seja provisória, a partir da Modernidade, o paradigma de verdade foi praticamente imposto pela Ciência, debate que temos observado frequentemente nos últimos meses.

Ao lermos os Evangelhos, entretanto, encontramos Jesus a lidar com atormentados de espírito, pessoas que se jogam no fogo e na água, ferem o próprio corpo, são presas em correntes e vivem encurvadas debaixo do poder de espíritos malignos.

Ao enviar seus discípulos, Jesus determinou-lhes pregar o evangelho do Reino, curar os enfermos e expulsar os demônios. Nosso Senhor deu-lhes autoridade e poder para ministrar ao corpo, à alma e ao espírito. Os apóstolos não apenas entenderam a ordem, mas a executaram muito bem.

Segundo informa a Organização Mundial da Saúde, “Todos os anos, cerca de Oitocentas mil pessoas morrem por suicídio no mundo.”[1] Infelizmente, em todo o Brasil, perdemos vários companheiros da Polícia Militar dessa maneira. Sem menosprezar ou diminuir qualquer saber, é fato que muitos afligidos espiritualmente têm sido tratados, mas não encontram alívio para seus males, muitas vezes por negarmos a essencial dimensão humana da espiritualidade.

Jesus orienta seus discípulos a rogarem ao Senhor que mande trabalhadores para a seara. Além disso, devemos orar também para que o Espírito Santo coopere conosco e nos qualifique, pois há uma resposta espiritual para os dilemas e sofrimentos do homem: “O Espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu para pregar boas-novas aos quebrantados, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos e a pôr em liberdade os algemados; a apregoar o ano aceitável do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os que choram e a pôr sobre os que em Sião estão de luto uma coroa em vez de cinzas, óleo de alegria, em vez de pranto, veste de louvor, em vez de espírito angustiado.” (Isaías 61:1-3).

Como nos ensinou Paulo, que nossa resposta aos dilemas e sofrimentos do homem não se limitem apenas em sabedoria humana: “A minha palavra e a minha pregação não consistiram em linguagem persuasiva de sabedoria, mas em demonstração do Espírito e de poder, para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria humana, e sim no poder de Deus.” (1 Coríntios 2:4,5). Roguemos, pois, ao Senhor da seara para que mande os trabalhadores e que nos unja com seu Espírito Santo.

___

[1] MINISTÉRIO DA SAÚDE. Suicídio. Saber, agir e prevenir. Disponível em: < https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2017/setembro/20/Folheto-jornalistas-15x21cm.pdf >. Acesso em: 26 mar. 2021

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…