2
2

“A outro disse Jesus: Segue-me! Ele, porém, respondeu: Permite-me ir primeiro sepultar meu pai.” (Lucas 9:59).

Bom dia!

Imagine se você encontrasse com Jesus e, após testemunhá-lo ensinar e realizar grandes milagres, Ele olhasse diretamente em seus olhos e te ordenasse: “Segue-me!” O chamado parece irresistível, além de, por diversas razões, maravilhoso.

Os apóstolos passaram por essa experiência: o Senhor olhou diretamente para Pedro e lhe disse: “Segue-me! A partir de hoje você será pescador de homens!” (Lucas 5:10). Jesus encontrou-se com Levi, que trabalhava na coletoria de impostos, olhou diretamente para ele e lhe disse: ” Segue-me! Ele se levantou e o seguiu.” (Mateus 9:9).

Todos que amamos Jesus ficamos maravilhados com a experiência e o privilégio dos apóstolos. Para tudo dar certo, foi necessário que eles aceitassem o chamado, deixassem tudo e seguissem a Jesus, o que não foi o caso desse jovem, que não se dispôs a priorizar o Senhor: “Deixa que primeiro eu vá enterrar meu pai”.

A resposta dele, embora pareça inicialmente uma boa justificativa, soou para Jesus como uma desculpa e até desprezo, pois, conforme entendem muitos dos intérpretes, seu pai estaria vivo, saudável e, provavelmente, viveria muitos anos. Sua resposta, portanto, era tão somente procrastinação.

Jesus contou uma parábola a respeito daqueles que apresentam desculpas e desprezam seu convite para a grande ceia, para o banquete que está preparado: “Certo homem deu uma grande ceia e convidou muitos. À hora da ceia, enviou o seu servo para avisar aos convidados: Vinde, porque tudo já está preparado. Não obstante, todos, à uma, começaram a escusar-se. Disse o primeiro: Comprei um campo e preciso ir vê-lo; rogo-te que me tenhas por escusado. Outro disse: Comprei cinco juntas de bois e vou experimentá-las; rogo-te que me tenhas por escusado. E outro disse: Casei-me e, por isso, não posso ir.” (Lucas 14:16-20).

A Bíblia relata que o profeta Daniel, em sua juventude, ao ser seduzido pelas ofertas da Babilônia, decidiu, firmemente, não se contaminar com as finas iguarias do rei. Infelizmente, muitas pessoas têm rejeitado a voz do Espírito e recusado o chamado de Jesus por estarem muito ocupadas ou por amarem as delícias da Babilônia: “Permite-me ir primeiro sepultar meu pai.”

Pedro, André, Tiago, João e Mateus ouviram a ordem, se levantaram, deixaram tudo e seguiram a Jesus. E se Ele passasse por você agora, olhasse diretamente em seus olhos e ordenasse: Segue-me?

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…