2
2

POR QUE ME PERSEGUES?

“E, caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? Ele perguntou: Quem és tu, Senhor? E a resposta foi: Eu sou Jesus, a quem tu persegues.” (Atos 9:4,5).

Bom dia!

Não há relato nos Evangelhos de nenhum encontro de Saulo com Jesus, embora ele estivesse em Jerusalém, entre os fariseus.

Jesus passou grande parte de seu ministério na Galileia e somente se mudou para a Judéia próximo de sua crucificação. Essa circunstância pode tê-los mantido separados, mas não se sabe ao certo.

Como não se conheciam, é interessante observar a pergunta que Jesus dirigiu a Saulo: “Por que me persegues?” Saulo poderia responder: “Senhor, eu não te conheço, nunca te encontrei”, mas em vez disso, perguntou: “Quem és tu, Senhor?” E, imediatamente, se submeteu a quem era mais, muito mais, poderoso do que ele.

O encontro de Saulo com Jesus foi violento: uma luz brilhou ao seu redor de modo tão forte que o jogou no chão. Jesus estava a mostrar para Saulo um pouquinho de sua glória e poder.

Ao perseguir e arrastar homens e mulheres para a prisão e para a morte, Saulo estava, de fato, como advertiu Gamaliel, seu mestre, lutando contra Jesus que, por essa razão, se identificou dizendo: “Eu sou Jesus, a quem tu persegues.”

Paulo entendeu, sem a necessidade de maiores explicações, que a Igreja é o corpo de Cristo e que aquele que toca na Igreja, toca em seu corpo: “Ora, vós sois corpo de Cristo; e, individualmente, membros desse corpo.” (1 Coríntios 12:27).

Sempre me lembro daquele doutor “prudente” que, enraizado em uma fortaleza do ateísmo na Universidade, enquanto uma colega negava Jesus e se declarava cética, ele dizia: “Nessas questões eu prefiro não ser categórico, pois sobre Deus não posso afirmar, nem negar coisa alguma.” Ele era agnóstico.

No transcurso da história cristã, no entanto, muitos têm escolhido recalcitrar (escoicear, chutar) a Igreja: “E, caindo todos nós por terra, ouvi uma voz que me falava em língua hebraica: Saulo, Saulo, por que me persegues? Dura coisa é recalcitrares contra os aguilhões.” (Atos 26:14).

A luz que o jogou no chão não surgiu à noite, mas ao meio-dia, quando o sol estava em toda a sua força. A luz de Jesus brilhou a tal ponto que cegou Saulo e lhe mostrou, claramente, em quem ele estava dando coices.

Uma hora ou outra, mais cedo ou mais tarde, aqueles que perseguem a Cristo chutarão a ponta do ferrão.

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…