2
2

PODER E AUTORIDADE

“Tendo Jesus convocado os doze, deu-lhes poder e autoridade sobre todos os demônios, e para efetuarem curas. Também os enviou a pregar o reino de Deus e a curar os enfermos.” (Lucas 9:1,2).

Bom dia!

O Senhor Jesus, após reunir os discípulos sob sua autoridade e exercer poder sobre os demônios, a enfermidade, a morte e a natureza, deu-lhes a autoridade e o poder que possuía.

Autoridade diz respeito a uma posição e quer dizer que o Senhor lhes delegou domínio, governo, direito para agir e tudo fazer em seu nome. Quando falam “em nome de Jesus”, os enviados são recebidos como a autoridade que lhes enviou e falam, legitimamente, como se fossem Jesus a falar. Quando um embaixador de um país fala, não é o indivíduo, mas o estado representado quem fala.

Jesus não lhes concedeu apenas posição hierárquica, também lhes deu poder para agir. Dessa forma, o ministério de Jesus foi estendido aos discípulos para submeter os poderes espirituais, realizar curas e anunciar a chegada do reino de Deus.

Paulo, o apóstolo dos gentios, diz que o Evangelho não é retórica, não consiste em palavras bonitas, mas na manifestação do poder de Deus: “A minha palavra e a minha pregação não consistiram em linguagem persuasiva de sabedoria, mas em demonstração do Espírito e de poder, para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria humana, e sim no poder de Deus.” (1 Coríntios 2:4,5).

Para deixar mais claro, quando Jesus diz ao paralítico: “Os teus pecados estão perdoados”, Ele está a usar sua autoridade; porém, quando ordena: “Levanta, toma o teu leito e anda”, e o milagre acontece, está exercendo seu poder.

Quando restaurou em nós sua imagem e semelhança, Jesus restituiu nossa autoridade e nos fez reis e sacerdotes para agirmos em seu nome. O poder nós o recebemos ao nos enchermos do Espírito Santo.

Muito embora os homens possam desprezar essa autoridade, o mundo espiritual a reconhece e teme seu poder. Embora alguém possa ficar animado em receber autoridade e poder, é necessário lembrar que todo poder e autoridade possui uma ética, um dever, e, como consequência, “àquele a quem muito foi dado, muito lhe será exigido.” (Lucas 12:48).

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…