2
2

PERSISTÊNCIA

“Quando os judeus que habitavam na vizinhança deles, dez vezes, nos disseram: De todos os lugares onde moram, subirão contra nós, então, pus o povo, por famílias, nos lugares baixos e abertos, por detrás do muro, com as suas espadas, e as suas lanças, e os seus arcos; inspecionei, dispus-me e disse aos nobres, aos magistrados e ao resto do povo: não os temais; lembrai-vos do Senhor, grande e temível, e pelejai pelos vossos irmãos, vossos filhos, vossas filhas, vossa mulher e vossa casa.” (Neemias 4:12-14).

Bom dia!

Há momentos nos quais você quer fazer o bem, mas parece que ninguém compreende, há situações nas quais você sente que muitos estão jogando contra. Às vezes, a luta é tão grande que você sente vontade de desistir. O que devo fazer quando encontrar dificuldades?

A vida podia ser mais fácil, mas não é, podia ser mais simples, mas não é. Viver é um desafio e, se você deseja ser bem-sucedido, terá que acordar cedo, dormir tarde, matar um leão por dia e não desistir de seus objetivos. Tudo já foi mais fácil, bem mais fácil. Porém, quando decidimos desobedecer a Deus, nos tornamos escravos do pecado e entramos debaixo de um jugo pesado.

Infelizmente, algumas pessoas sonham muito e concretizam pouco, porque desistem no primeiro obstáculo. Vejo isso, com mais frequência que desejava ver, nos seminários sobre oração. Dentre aqueles que fazem a inscrição, de vinte a trinta por cento, desistem. Entre os que permanecem, alguns desistem por dificuldades com tecnologia.

Neemias era persistente, sabia lutar por seus objetivos e não desistia quando encontrava obstáculos. Se você pensa que ele se mobilizou para uma tarefa fácil, está muito enganado. Neemias teve que passar pelo rei e pela rainha, pelos guardas dos bosques, por ladrões no caminho, pelo comodismo dos moradores de Jerusalém e, por fim, por uma coligação de inimigos: “Ouvindo Sambalate e Tobias, os arábios, os amonitas e os asdoditas que a reparação dos muros de Jerusalém ia avante e que já se começavam a fechar-lhe as brechas, ficaram sobremodo irados. Ajuntaram-se todos de comum acordo para virem atacar Jerusalém e suscitar confusão ali.” (Neemias 4:7,8).

É comum, ao encontrar desafios, pensarmos que Deus não nos aprovou, pois não era sua vontade que fizéssemos tal coisa. Quando faz isso, você corre o risco de desistir de uma bênção ou de algo que foi proposto por Deus para você. De certa forma, esse raciocínio tira o peso de seus ombros e transfere para Deus, ou seja, eu não consegui porque não era a vontade de Deus.

Em Jerusalém, tudo corria maravilhosamente bem, todos estavam entusiasmados e o progresso era visível. Porém, o exército de Samaria, os arábios, os amonitas e os asdoditas se reuniram para atacar a cidade, que não tinha muralhas, nem exército. Não foi sem razão que as muralhas estavam em ruínas há quase um século e meio, as dificuldades eram enormes, porém, Neemias estava decidido e organizou, rapidamente, a defesa da cidade.

Certamente, a velocidade do trabalho reduziu, mas não parou. Mesmo com ameaça real de guerra, eles persistiram: “Daquele dia em diante, metade dos meus moços trabalhava na obra, e a outra metade empunhava lanças, escudos, arcos e couraças; e os chefes estavam por detrás de toda a casa de Judá; os carregadores, que por si mesmos tomavam as cargas, cada um com uma das mãos fazia a obra e com a outra segurava a arma. Os edificadores, cada um trazia a sua espada à cinta, e assim edificavam; o que tocava a trombeta estava junto de mim.” (Neemias 4:16-18).

O que devemos fazer quando encontramos obstáculos, quando surgem dificuldades? Neemias tem nos ensinado que o melhor a fazer é persistir, modular a resposta, manter o foco e continuar. Se ao seu lado alguém perder as forças, anime-o. Se ao seu redor as pessoas começarem a pensar e a falar negativamente, ignore, mantenha o foco e continue firme no propósito. Foi assim que Neemias fez, por isso, ele venceu onde muitos fracassaram. Fé firme, confiança inabalável em Deus e persistência na missão.

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…