2
2

PARA SABER QUEM SOU EU

“O Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, o Deus de nossos pais, glorificou a seu Servo Jesus, a quem vós traístes e negastes perante Pilatos, quando este havia decidido soltá-lo.” (Atos 3:13).

Bom dia!

Aproveitando a oportunidade gerada pela cura do coxo e o espanto do povo, Pedro proferiu o seu segundo discurso seguindo o padrão muito simples e muito eficaz da pregação apostólica. Após alertar sua audiência de que não havia sido por seu poder, mas pelo poder de Deus que se operara o milagre, Pedro passou ao segundo ponto: a apresentação de Jesus.

Jesus é o Servo do Deus de Abraão, Isaac e Jacó, o Deus de nossos pais, e vocês o traíram. Ele é o Servo de Deus sobre quem falaram os profetas. Ele é o Messias, e vocês o traíram: “Eis que o meu Servo procederá com prudência; será exaltado e elevado e será mui sublime.” (Isaías 52:13).

Algumas vezes na Bíblia, o próprio Deus se apresenta como o Deus de Abraão, Isaac e Jacó. Ele é o Criador, o Autor de todas as coisas, que fez o homem à sua imagem e semelhança e separou, para si, um povo.

Ao se apresentar para Jacó em Luz, quando este fugia de seu irmão, e ao se apresentar para Moisés no Monte Horebe, no meio de uma sarça ardente, Deus estava, ao mesmo tempo, a dizer quem Ele era, a reafirmar o pacto feito com Abraão e sua descendência, e a dizer para o homem quem ele, o homem, é. Não há outro modo: somente nos reconhecemos, quando conhecemos Deus. Somente sabemos quem somos, quando sabemos quem é Deus.

No Templo, quando afirmou para sua audiência que Jesus era o Messias glorificado pelo Deus de seus pais, Pedro os chamou para retornar para a aliança e ao reconhecimento de sua identidade de povo de Deus, pois sua identidade está diretamente relacionada à identidade de Deus. Isso também é verdade para toda a humanidade. Como fomos criados à imagem e semelhança de Deus, só saberemos quem somos, se soubermos, claramente, quem é Deus. Se o negarmos, negamos a nós mesmos, perdemos a única referência que nos informa quem somos.

A Bíblia afirma que foi Jesus, o Filho, que nos revelou quem é Deus: “Ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou.” (João 1:18). Quem conhece Deus, conhece a si mesmo e está apto a responder às questões essenciais: Quem sou eu? Por que estou aqui? O que será depois disso?

Ao iniciar seu segundo sermão, Pedro, em uma frase, nos chama ao entendimento a respeito de quem é Deus, quem é Jesus e quem somos nós. O correto entendimento a respeito dessas identidades é fundamental para uma vida saudável, é essencial para nossa redenção.

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…