2
2

PARA QUEM TEM OUVIDOS

“Afluindo uma grande multidão e vindo ter com ele gente de todas as cidades, disse Jesus por parábola: Eis que o semeador saiu a semear. E, ao semear, uma parte caiu à beira do caminho; foi pisada, e as aves do céu a comeram. Outra caiu sobre a pedra; e, tendo crescido, secou por falta de umidade. Outra caiu no meio dos espinhos; e estes, ao crescerem com ela, a sufocaram. Outra, afinal, caiu em boa terra; cresceu e produziu a cento por um. Dizendo isto, clamou: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.” (Lucas 8:4-8).

Bom dia!

Jesus se tornou um pregador popular e as multidões, numerosas multidões, começaram a buscá-lo. Lucas diz que o Senhor começou a falar-lhes por parábolas.

Como em toda multidão, os maus ouvintes, os curiosos, os críticos, os incrédulos e toda sorte de gente se reuniu para ouvi-lo, mas o Senhor não tinha interesse em superficialidades, em ouvintes negligentes e relaxados. Ao falar em parábolas, Ele estava a demandar um esforço maior daqueles que desejavam ser seus discípulos.

Após expor a parábola do semeador, o Senhor gritou: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça!” Seu clamor é uma exortação, um chamado ao envolvimento mais sério com Ele e com seu ensino.

É preciso mais do que ouvir uma mensagem para se tornar discípulo de Jesus. É necessário mergulhar, se esforçar e se comprometer com Ele, pois são essas pessoas que Jesus busca para serem seus discípulos. Muitos têm ouvido mensagens no YouTube e em outras redes sociais, têm acompanhado cultos pela televisão e até ouvido, regularmente, seu pastor, mas não abrem a Bíblia, não se ajoelham, nem buscam a comunhão com o Espírito Santo para crescer.

Ao instruir Josué para enfrentar e vencer os desafios que lhe estavam propostos, Deus lhe disse para mergulhar na Escritura: “Não cesses de falar deste Livro da Lei; antes, medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer segundo tudo quanto nele está escrito; então, farás prosperar o teu caminho e serás bem-sucedido.” (Josué 1:8).

Para além de escutar sermões, Deus nos recomenda a falar do Livro, meditar nele e viver segundo tudo o que nele está escrito. Ser discípulo de Jesus exigirá muito mais de nós. Aquele que leva o nome de Cristo e se apresenta como seu discípulo, precisa se esforçar, pois “Desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus é tomado por esforço, e os que se esforçam se apoderam dele.” (Mateus 11:12).

É espiritualmente salutar uma atenção mais concentrada, um esforço maior, um comprometimento real para se qualificar como discípulo de Cristo, caso contrário, seremos como meninos, levados por todo e qualquer vento de doutrina. Por outro lado, “Aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar.” (Tiago 1:25).

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…