2
2

PAI DE MISERICÓRDIAS E DEUS DE TODA CONSOLAÇÃO

“Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai de misericórdias e Deus de toda consolação! É ele que nos conforta em toda a nossa tribulação, para podermos consolar os que estiverem em qualquer angústia, com a consolação com que nós mesmos somos contemplados por Deus.” (2 Coríntios 1:3,4).

Bom dia!

É difícil separar a figura de Paulo do sofrimento. Durante todo o seu ministério, o apóstolo sofreu muito. Na verdade, quando chamou o profeta Ananias e o ordenou orar por Saulo, que estava hospedado na casa de Judas, temporariamente cego, Deus disse-lhe: “Vai, porque este é para mim um instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e reis, bem como perante os filhos de Israel; pois eu lhe mostrarei quanto lhe importa sofrer pelo meu nome.” (Atos 9:15,16).

Em vez de se revoltar com o sofrimento e com as aflições, Paulo bendizia a Deus, o Pai de misericórdias e Deus de toda a consolação e nele buscava misericórdia, consolo e força para vencer as tribulações. Ele via o sofrimento como uma confirmação de seu chamado e uma preparação para desempenhar seu ministério.

Onde devemos buscar conforto e fortalecimento nos momentos difíceis? Como devemos reagir durante as aflições? A Escritura ensina que Deus é o Pai de misericórdias e Deus de toda consolação. Ele é a fonte real e verdadeira de toda misericórdia e consolo. Logo, não há lugar melhor para ir quando estamos a passar por sofrimentos. Aquele que passou por aflição, sofrimento, desespero e morte nos indica o caminho, a fonte onde buscar alívio.

Todos nós desejamos viver uma vida feliz e isenta de dores. Jesus, porém, nos advertiu que a aflição é uma condição esperada para aquele que vive neste mundo. Se alguém prometer uma vida feliz, próspera, sem tribulação e em paz nesta terra, certamente não estará fundamentado na Escritura, nem no ensino de Cristo.

Ao enfrentar lutas, devemos lembrar que nossa paz está em Cristo, o Pai de misericórdias e Deus de toda consolação: “Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.” (João 16:33). Toda alegria verdadeira procede dele, por isso Ele produz consolação e misericórdia. Não há outra fonte real de conforto e felicidade, por isso devemos correr para Ele

E o que faço com meu sofrimento? Em primeiro lugar, ele serve para me aproximar de Deus, o Pai de Misericórdias e Deus de toda consolação. Aquele que passa por aflições, se buscar, encontrará paz em Jesus, mesmo em meio às aflições. Em segundo lugar, uma vez confortado e consolado por Deus, posso consolar os que estiverem em angústias com a mesma consolação que recebi.

Dessa forma, consolados e consolando os outros, nos fortalecendo no Senhor e recebendo paz em Cristo, confiados no Pai de misericórdias e Deus de toda consolação, cruzaremos esse rio, atravessaremos esse vale até aquele dia em que não haverá mais lágrimas, nem pranto, nem dor: “E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram.” (Apocalipse 21:4).

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…