2
2

OS DOIS SENHORES

“Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; quem perder a vida por minha causa, esse a salvará.” (Lucas 9:23,24).

Bom dia!

Quer você queira ou não, admita ou negue, somos todos dirigidos por nossos valores e crenças. São eles que estruturam nossa vida e orientam nossas escolhas e ações.

Dentre os diversos fundamentos que orientam nossa vida, um se destaca: neste tempo em que vivemos, as mentalidades, as escolhas e tudo o que fazemos é dirigido pela economia. Os chamados formadores de opinião são capazes de interpretar tudo pelo viés econômico. Infelizmente, quem fornece o sentido para a vida contemporânea é o “deus-mercado”, também conhecido na Bíblia como Mamon*.

Os pais ensinam os filhos a serem bem-sucedidos, o que para eles significa ganhar dinheiro. Casais inteligentes enriquecem juntos e cada um vale o quanto tem. A multidão é pastoreada pelo par dólar/bolsa, que tem o poder de transtornar o humor e a vida de milhões de pessoas em questão de minutos. A comunhão com deus-mercado é a experiência mais buscada. Seus discípulos dormem, acordam, almoçam e jantam na companhia de seus indicadores.

Nesse triste contexto, a voz de Jesus nos convida para o nascer de novo, nos chama a negar os valores desse sistema e a renunciar seu governo. Se alguém deseja ser meu discípulo, negue-se a si mesmo. No mundo das posses, da soberba e do poder, o convite de Jesus soa estranho: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma.” (Mateus 11:28,29).

Ele deseja nos salvar do império de Mamon, quer transformar a nossa vida, nos dar novos valores, novos fundamentos para viver e nos libertar dessa escravidão.

Jesus não é contra a riqueza. Ele mesmo é o dono do ouro e da prata, porém não é seu propósito nos ver escravizados pelo dinheiro: “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.” (Mateus 6:24).

Quem dirige sua vida? Quando toma decisão, você o faz sob qual fundamento? Costuma pesar custo e benefício para decidir? Quanto tempo do seu dia você dedica a Mamon? Quanto tempo dedica a Cristo?

___
*Palavra de origem aramaica que significa a riqueza personificada e oposta a Deus.

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…