2
2

O SENHOR DOS EXÉRCITOS ESTÁ CONOSCO

“Agora, Senhor, olha para as suas ameaças e concede aos teus servos que anunciem com toda a intrepidez a tua palavra, enquanto estendes a mão para fazer curas, sinais e prodígios por intermédio do nome do teu santo Servo Jesus.” (Atos 4:29,30).

Bom dia!

Uma olhada na oração feita pela Igreja após ouvir o relato de Pedro e João, nos surpreende em razão da diferença entre a oração feita pelos discípulos e a oração ensinada por Jesus. Nosso Senhor nos ensinou a orar: “Não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal.” (Mateus 6:13). A Igreja em Jerusalém, ao contrário, estava disposta a enfrentar o mal.

João Crisóstomo (349 – 407), bispo de Constantinopla conhecido como “Boca de Ouro em razão de sua poderosa pregação, ao falar sobre o sacerdócio, disse: “Ao enfrentar o Maligno, você nunca deve depor as armas; você nunca deve dormir se quiser permanecer ileso para sempre. Você deve fazer uma das duas coisas: ou tirar a armadura e assim cair e morrer, ou ficar sempre armado e vigilante.”[1]

Em nossos dias, um número significativo de pessoas que eu conheço prefere ser “prudente” e evitar os confrontos. C. S. Lewis, que lutou na Primeira Grande Guerra, escreveu que, em um determinado momento da guerra, estando entrincheirados, fizeram um acordo tácito com o inimigo para ficarem quietos. Não havia ataques e eles ficavam torcendo para aquilo acabar.

Os discípulos de Jesus em Jerusalém não queriam acordo, nem aceitaram ameaças, pois estavam focados e desejosos de obedecer a ordem dada por Jesus para pregar o Evangelho e fazer discípulos.

Ao preparar seus discípulos, Jesus os advertiu sobre esse momento e disse-lhes: “Eis que eu vos envio como ovelhas para o meio de lobos; sede, portanto, prudentes como as serpentes e símplices como as pombas. E acautelai-vos dos homens; porque vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas.” (Mateus 10:16,17).

É possível que alguém dentre eles tenha se lembrado tanto da advertência como da promessa do Senhor de que não estariam sozinhos, teriam a companhia e o auxílio do Espírito Santo: “E, quando vos entregarem, não cuideis em como ou o que haveis de falar, porque, naquela hora, vos será concedido o que haveis de dizer, visto que não sois vós os que falais, mas o Espírito de vosso Pai é quem fala em vós.” (Mateus 10:19,20).

Atualmente, apesar de não parecer, os discípulos de Jesus continuam em guerra e anunciam as Boas Novas de salvação em toda a terra. Em alguns lugares, a Igreja é perseguida com violência, em outros, é proibida de entrar, mas está presente, enfrentando mal.

Há lugares em que os lobos estão disfarçados de ovelhas e há lugares em que atuam abertamente para descristianizar a cultura. Recentemente, foi publicada na rede social a notícia a respeito da prisão do pastor John Sherwood, de 71 anos, em Londres. O pastor Sherwood, denunciado por pregar que que Deus criou apenas homem e mulher, foi algemado e levado preso sob a acusação de atentar contra a Ordem Pública.[2] Mais tarde, ao ser colocado em liberdade, ele disse: “Eu não estava fazendo nenhum comentário homofóbico. Estava apenas definindo o casamento como um relacionamento entre um homem e uma mulher.”[3]

Não obstante todas as dificuldades e as oposições explícitas e disfarçadas, a Igreja Militante segue a guerrear contra os poderes das trevas: “Pois nós não lutamos contra inimigos de carne e sangue, mas contra governantes e autoridades do mundo invisível, contra grandes poderes neste mundo de trevas e contra espíritos malignos nas esferas celestiais.” (Efésios 6:12).

Sabemos que a ordem de Jesus para pregar o Evangelho e fazer discípulos não foi revogada. Graças a Deus, a Igreja não está sozinha nessa missão. Temos a ajuda do Espírito Santo e a convicção de que “O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.” (Salmos 46:11).

___

[1] CHRYSOSTOM, John. Six Books on the Priesthood. In: LARSON, Craig B. LOWERY, Brian. 1001 Quotations That Connect. Kindle Edition, 2009.
[2] Disponível em: < https://cpadnews.com.br/universo-cristao/53921/pastor-e-preso-em-londres-por-falar-que-%60deus-criou-apenas-dois-sexos-homem-e-mulher%c2%b4.html >. Acesso em: 19 jun. 2021.
[3] Disponível em: < https://www.gospelprime.com.br/eu-estava-apenas-pregando-o-que-a-biblia-diz-desabafa-pastor-preso-por-pregar/ >. Acesso em: 19 jun. 2021.

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…