2
2

O HOMEM NO ESPELHO

“Falou João e disse: Mestre, vimos certo homem que, em teu nome, expelia demônios e lho proibimos, porque não segue conosco. Mas Jesus lhe disse: Não proibais; pois quem não é contra vós outros é por vós.” (Lucas 9:49,50).

Bom dia!

Jesus foi, realmente, surpreendente em tudo o que fez e ensinou. Nossa religião está muito longe de alcançar o padrão elevado da excelência praticada por nosso Senhor. De fato, impressiona o modo como Jesus ama, acolhe, instrui e corrige seus discípulos. Ele não exclui ninguém, sempre acolhe e inclui.

Uma das piores atitudes que podemos ter é dividir as pessoas entre “nós” e “eles”. Preconceitos, violências e até mesmo guerras nasceram a partir desse tipo de atitude. As divisões e contendas não fazem bem para ninguém: “Seis coisas o SENHOR aborrece, e a sétima a sua alma abomina: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que trama projetos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal, testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos.” (Provérbios 6:16-19).

Algumas pessoas, talvez muitas, acreditam que a prática da verdadeira religião é exclusividade de sua comunidade de fé e não admitem outras formas de crer e praticar o Evangelho. Quando ouviu seus discípulos dizerem que haviam proibido alguém de agir em nome de Jesus, nosso Senhor, imediatamente, disse-lhes: “Não proibais; pois quem não é contra vós outros é por vós.”

Salomão faz advertências contra a maldade e diz: “Seis coisas o Senhor aborrece, e a sétima a sua alma abomina: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que trama projetos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal, testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos.” (Provérbios 6:16-19).

Deus não aprova a divisão e abomina aquele que semeia contenda entre os irmãos. Ao ouvir os fariseus dizerem que expulsava demônios por Belzebu, Jesus disse: “Todo reino dividido contra si mesmo ficará deserto, e toda cidade ou casa dividida contra si mesma não subsistirá.” (Mateus 12:25).

Não obstante a advertência de Jesus, podemos, facilmente, observar intolerância, contendas e divisões na política, na religião, na economia e em questões importantes como casamento, aborto e gênero. Ninguém ganha quando divide o mundo entre nós e eles. Na verdade, o que acontece é simplesmente mais choro, mais dor e mais demora em alcançar e fazer o que precisa ser feito.

Sempre é tempo de buscar a paz, sempre é oportuno, porém, neste momento, parece que estamos, como dizem os policiais, em “prioridade”, necessitando, urgentemente, de paz. No Sermão do Monte, Jesus ensinou que são: “Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus.” (Mateus 5:9). Pedro, ao instruir a igreja sobre o relacionamento entre os irmãos, disse: “Aparte-se do mal, pratique o que é bom, busque a paz e empenhe-se por alcançá-la.” (1 Pedro 3:11).

Nunca é demais lembrar que a paz que eu prego, a paz que eu quero, começa em mim e, como diz a música: “Eu vou começar com o homem no espelho. Eu estou pedindo para ele mude seu jeito. É melhor mudar. Nenhuma mensagem pode ser mais clara. Mude!”

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…