2
2

“Propôs-lhes também uma parábola: Pode, porventura, um cego guiar a outro cego? Não cairão ambos no barranco?” (Lucas 6:39).

Bom dia!

Sabemos que o homem vive em sociedade e, por isso, é chamado de animal social. Para viver em grupos, o homem necessita de normas, ordem e liderança, dentre outras coisas, claro, para sobreviver.

Embora alguns tenham a pretensão do isolamento e da autonomia, estamos sempre seguindo ideias que alguém teve o trabalho de pensar para nós.

Há alguns anos, tudo era muito claro e determinado e não havia dúvidas quanto ao que é certo e o errado, vivíamos no mundo das antíteses. Hoje, já ouvimos falar de “verdades” e da dependência do ponto de vista e da consciência daquele que observa.

A sociedade ocidental, de modo consciente e intencional, abandonou a tradição. Dito de uma forma mais clara, nós abandonamos os valores da religião e renunciamos à sua liderança e estilo de vida.

Como seres sociais, entretanto, continuamos com necessidade de orientação, isto é, de regulação, ordem e liderança. Estamos sempre seguindo as ideias que teve o trabalho de pensar para nós e, o mundo ideal segundo a perspectiva e interesses dele. Há, sempre alguém pronto para estabelecer nosso estilo de vida.

Jesus adverte sobre o perigo de sermos guiados por cegos e as perguntas que podemos fazer agora são: No presente momento, quem está nos liderando? A quem estamos seguindo? Nossa visão de mundo tem quais fundamentos? De onde veem as ideias que seguimos? Qual o fundamento dos valores que estruturam minha vida? Por que eu faço o que faço?

Enquanto muitas pessoas têm sido guiadas por cegos, ou, pior, por mercenários, Jesus afirma: ” Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas. O mercenário, que não é pastor, a quem não pertencem as ovelhas, vê vir o lobo, abandona as ovelhas e foge; então, o lobo as arrebata e dispersa. O mercenário foge, porque é mercenário e não tem cuidado com as ovelhas. Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem a mim, assim como o Pai me conhece a mim, e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas.” (João 10:11-15).

Embora Jesus se apresente como o Bom Pastor e tenha dado sua vida por nós, muitos têm entregue seus corações e a direção de suas vidas para o mercenário. São cegos a guiar cegos. O final disso, Jesus, adverte, é queda.

Quem está nos liderando? A quem estamos seguindo? Nossa visão de mundo tem quais fundamentos? De onde vem as ideias que seguimos? Se você deseja seguir em segurança e edificar sua casa sobre fundamento sólido, convém discernir a voz do Bom Pastor: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem. Eu lhes dou a vida eterna; jamais perecerão, e ninguém as arrebatará da minha mão.” (João 10:27,28).

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…