2
2

NÃO HÁ UM JUSTO

“Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer.” (Romanos 3:10).

Bom dia!

Deus nos criou justos, ou seja, retos, virtuosos, equilibrados e perfeitos, exatamente como deveríamos ser. O Criador soprou seu Espírito nas narinas do homem formado do pó da terra e ele se tornou alma vivente. Dizer que o homem foi criado justo significa dizer que ele foi criado na exatíssima medida que deveria ser: a imagem e semelhança de Deus, sem excesso e sem falta: “Então, formou o Senhor Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente.” (Gênesis 2:7).

Se o pecado não tivesse entrado no mundo, seríamos hoje um mundo de justos. O mundo seria muito diferente se todos tivéssemos guardado a imagem e semelhança de Deus em nós.

O pecado não apenas degradou a imagem e semelhança de Deus em nós, mas assumiu a posição de domínio e passou a governar, a ter domínio sobre a humanidade. Não há dúvidas, o homem caído, o homem sem Cristo é escravo do pecado: “Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, de maneira que obedeçais às suas paixões; nem ofereçais cada um os membros do seu corpo ao pecado, como instrumentos de iniquidade; mas oferecei-vos a Deus, como ressurretos dentre os mortos, e os vossos membros, a Deus, como instrumentos de justiça. Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e sim da graça.” (Romanos 6:12-14).

A Escritura é clara quando retrata os efeitos do pecado na humanidade: Não há homem que não peque (1 Reis 8:46). “Todos se extraviaram e juntamente se corromperam; não há quem faça o bem, não há nem um sequer.” (Salmos 14:3). “Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus.” (Romanos 3:23). Por essa razão, João escreveu: “Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós.” (1 João 1:8).

Os judeus, entretanto, por terem recebido os oráculos de Deus, se consideravam justos diante de Deus e diferentes de toda a humanidade. Paulo, por isso, declarou aos judeus e aos gentios: “Não há um justo sequer.” Em outras palavras, não há quem seja reto, íntegro e bom de modo que seja perfeito no caráter e nos atos; não existe mais na humanidade a perfeita imagem e semelhança de Deus.

O pecado, infelizmente, nivelou a humanidade por baixo e não há quem esteja livre dos seus efeitos. Por essa razão todos nós, judeus e gentios, pretos e brancos, ricos e pobres, carecemos da misericórdia de Deus, precisamos ser libertos do poder e do governo do pecado. Precisamos do Cordeiro de Deus para a nossa salvação.

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…