2
2

NÃO HÁ TEMOR DE DEUS

“Não há ninguém que entenda; não há ninguém que busque a Deus. Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só […] Não há temor de Deus diante de seus olhos.” (Romanos 3:11,12 e 18).

Bom dia!

Certa vez, quando tinha seis anos, observei que muitas pessoas dentro do ônibus faziam um sinal que eu não estava habituado a ver no meu dia a dia. Perguntei, então, ao meu padrinho por que as pessoas faziam aquilo e ele me respondeu que era porque estávamos a passar em frente de uma igreja. Aquele temor e reverência ficaram gravados em minha memória. Há cinquenta anos, vivíamos em um mundo bem diferente.

Após afirmar que não há ao menos um justo, Paulo descreveu a humanidade. Ele não estava a falar do povo judeu ou dos gentios, mas de todos. Ele falou daquilo que a Bíblia chama de “apostasia”, o abandono da fé, a renúncia ao relacionamento com Deus. Não há quem busque a Deus, não há quem faça o bem; seus pés são ligeiros para o sangue, em seus caminhos há destruição e miséria. E, para concluir, Paulo disse: “Não há temor de Deus diante de seus olhos”.

Embora fale sobre a humanidade do seu tempo, como uma flecha, sua descrição viaja no tempo e no espaço e nos alcança em cheio, como uma seta no centro do alvo. Frequentemente, é possível ouvir pessoas tentando interpretar o que há de errado com a humanidade. Por que tanto progresso científico e tecnológico não se traduz em progresso moral?

Mapeamos os genes, dominamos o átomo, integramos o mundo em rede, mas isso não tem sido determinante para o progresso ético. Vivemos mais tempo, temos maior expectativa de vida, transformamos o mundo em diversas áreas, mas não conseguimos pacificar a humanidade. Não há lugar para Deus no mundo das ideias e dos valores; há alimentos em abundância, mas milhões passam fome.

Gastamos a maior parte da vida correndo atrás de dinheiro, acumulando ativos e adquirindo coisas, mas isso não tem resultado em descanso, felicidade e paz. Estamos todos cansados e sobrecarregados. Neste exato momento, o mundo se assombra com a tomada do poder pelo Talibã no Afeganistão e muito sangue tem sido derramado por motivos fúteis ou por descaso.

Se o apóstolo Paulo fosse um famoso blogueiro ou colunista de um grande jornal, ele poderia republicar seu texto e ser o intérprete perfeito de nosso tempo, sem ter que acrescentar ou retirar uma vírgula: “Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só. A sua garganta é um sepulcro aberto; com as suas línguas tratam enganosamente; peçonha de áspides está debaixo de seus lábios; cuja boca está cheia de maldição e amargura. Os seus pés são ligeiros para derramar sangue. Em seus caminhos há destruição e miséria; e não conheceram o caminho da paz. Não há temor de Deus diante de seus olhos.” (Romanos 3:12-18).

Durante muitos anos, observei os sinais do temor de Deus dentro dos ônibus ou nas ruas. Confesso, porém, que agora esses sinais não são tão visíveis a ponto de serem observados por uma criança. Infelizmente, não há mais temor de Deus!

E para ficar pior, recentemente, um sacerdote que ensinava dentro de sua comunidade de fé o que está escrito na Bíblia sobre o gênero humano teve que prestar informações ao Ministério Público. Você acha que é tudo? Diversas pessoas que escreveram as expressões “Glória a Deus” e “Aleluia” em suas páginas na rede social foram censuradas sob a acusação de estarem a fazer discurso de ódio. Bem nos alertou João, o apóstolo do amor: “Filhinhos, já é a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também, agora, muitos anticristos têm surgido; pelo que conhecemos que é a última hora.” (1 João 2:18).

Que Deus tenha misericórdia de nós e mostre sua santidade em toda a terra; que a glória de Deus se manifeste de tal maneira, que restaure em todos os corações o temor e o tremor.

Para finalizar, alguém pode dizer um GLÓRIA A DEUS?

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…