2
2

HOMEM E MULHER

“Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra.” (Gênesis 1:27,28).

Bom dia!

Desde que rejeitou as Escrituras como fonte de conhecimento e desprezou a revelação como verdade, o ser humano passou a indagar-se a respeito de sua origem. Quem somos nós? Onde e como surgimos? Qual o propósito de nossa vida? O que será depois disso? Durante muitos séculos não havia nenhuma dúvida a respeito disso, pois a Bíblia revela quem é o homem, qual o sentido de sua existência e seu destino.

Os teólogos reunidos em Westminster no Século XVII não tinham dúvidas a respeito da origem do homem, por essa razão não se perguntaram quem criou o homem, mas como Deus criou o homem: “Deus criou o homem, macho e fêmea, conforme a sua própria imagem, em conhecimento, retidão e santidade, com domínio sobre as criaturas,” responderam.[1]

O relato do livro de Gênesis diz, claramente, que Deus criou homem e mulher à sua imagem, os abençoou e disse-lhes: sejam fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a. Deus não criou o homem por necessidade ou porque sentisse falta de companhia, nem porque precisava de alguém para dar-lhe glória. Por ser Deus, Ele não tem necessidade de nada, porém, escolheu criar-nos.

Conforme está escrito no livro do profeta Isaías, Deus nos fez para sua glória: “Trazei meus filhos de longe e minhas filhas, das extremidades da terra, a todos os que são chamados pelo meu nome, e os que criei para minha glória, e que formei, e fiz.” (Isaías 43:6,7). Como este é o objetivo final de nossas vidas, não encontraremos propósito e significado em mais nada. Podemos construir teorias e buscar outros significados e explicações, mas, ao final, estaremos vazios e perdidos.

Saber que fomos criados por Deus e para sua glória, é algo maravilhoso, salutar e que aquieta nosso coração. Porém, Deus fez mais do que isso, Ele nos criou à sua imagem e semelhança. Fomos criados para ser um reflexo na terra do que Deus é no céu. Assim como um espelho reflete uma imagem, assim é o propósito de Deus para a humanidade: “Logo, quanto mais entendermos sobre Deus, mais entenderemos sobre nós mesmos, e quanto mais nos entendermos, mais saberemos sobre Ele.” (GRUDEN, 20108).

Ao estudar o relato da criação em Gênesis, você perceberá que a criação do homem é diferente do restante da criação. A Bíblia revela que Deus criou cada ser conforme sua espécie, sem mistura, sem confusão, ordenando tudo, precisamente, com sua Palavra. Deus disse “haja” e a criação veio a existir de modo perfeito e acabado. A humanidade, entretanto, foi criada de um modo diferente do restante da criação.

Segundo Gênesis 2:7, Deus formou o homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida e o homem passou a ser alma vivente. Deus não disse, Ele formou o homem do pó e soprou: “Então, formou o Senhor Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente.” (Gênesis 2:7).

Segundo se conta, o célebre pintor, escultor, arquiteto e poeta do Renascimento Italiano Michelangelo (1475 – 1560), após concluir a estátua de Moisés, destinada ao túmulo do papa Júlio II, satisfeito com a perfeição de seu trabalho, disse: “Parla!” Multidões admiram a obra prima de Michelangelo todos os anos e ficam maravilhados por sua perfeição. Embora tenha sido capaz de reproduzir, perfeitamente, a forma humana, embora seja considerado um gênio, Michelangelo não pode fazer seu Moisés falar.

A Bíblia é clara quanto à criação da humanidade: Deus a criou de modo deliberado e distinto. Adão e Eva receberam a vida como consequência de uma ação direta de Deus que soprou neles o Sopro da Vida, algo completamente distinto do relato das outras criações. Deus criou a humanidade conforme sua imagem e semelhança para governar fielmente sobre a criação. Sua intenção era que os seres humanos fossem representantes de Deus na criação, exercendo domínio e governando. Nada nesse sentido foi declarado em relação às demais criaturas.

REFERÊNCIA

GRUDEM, Wayne. Bases da Fé Cristã: vinte fundamentos que todo cristão precisa entender. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2018. Edição do Kindle.

[1] PERGUNTA 10: Como Deus criou o homem? RESPOSTA: Deus criou o homem, macho e fêmea, conforme a sua própria imagem, em conhecimento, retidão e santidade, com domínio sobre as criaturas.

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…