2
2

GRAÇAS A DEUS POR JESUS CRISTO

“Vendo isto, os discípulos Tiago e João perguntaram: Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu para os consumir? Jesus, porém, voltando-se os repreendeu [e disse: Vós não sabeis de que espírito sois]. [Pois o Filho do Homem não veio para destruir as almas dos homens, mas para salvá-las.] E seguiram para outra aldeia.” (Lucas 9:54-56).

Bom dia!

É impressionante como temos grande dificuldade em entender quem é Jesus e qual é sua mensagem! O Senhor havia lhes ensinado que seus discípulos deveriam amar seus inimigos e orar por aqueles que os perseguiam (Mateus 5:44), mas diante de uma desfeita, de uma situação concreta afronta, Tiago e João, os quais Jesus chamava de “filhos do trovão”, não conseguiram suportar e pediram permissão a Jesus para matar os samaritanos.

Não há dúvidas de que é muito fácil ser um ouvinte da Palavra de Deus e viver uma vida cristã teórica. Para nos retirar dessa sonolência, Jesus nos permite viver situações concretas nas quais temos a oportunidade de praticar a Palavra: “Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos.” (Tiago 1:22).

Infelizmente, quando chamados a viver o Evangelho, nem sempre somos aprovados, o que nos faz lembrar que as lutas do apóstolo Paulo são também as nossas lutas: ” Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço. Mas, se eu faço o que não quero, já não sou eu quem o faz, e sim o pecado que habita em mim. Então, ao querer fazer o bem, encontro a lei de que o mal reside em mim. Porque, no tocante ao homem interior, tenho prazer na lei de Deus; mas vejo, nos meus membros, outra lei que, guerreando contra a lei da minha mente, me faz prisioneiro da lei do pecado que está nos meus membros. Desventurado homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte?” (Romanos 7:19-24).

Louvado seja Deus que não veio nos destruir, mas nos salvar! Ele é compassivo, longânimo, benigno, não nos trata como merecemos e tem sido misericordioso conosco!

Tiago e João pediram permissão para matar os samaritanos, mas Jesus os chamou de volta para o caminho da paz. Matar é o negócio do diabo, Jesus vem para dar vida abundante: “O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.” (João 10:10).

O Filho do Homem veio para salvar as almas dos homens, não para destruí-las. Jesus acolhe pessoas que nós, como os religiosos daquele tempo, provavelmente condenaríamos: prostitutas, corruptos pecadores, ladrões e publicanos.

Ao final de sua reflexão, Paulo, reconhecendo sua iniquidade, agradece a Deus por Jesus Cristo. Como o salmista declarou, “Se observares, Senhor, iniquidades, quem, Senhor, subsistirá? Contigo, porém, está o perdão, para que te temam.” (Salmos 130:3,4).

Jesus não veio para nos destruir, mas para salvar. “Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor.” (Romanos 7:25).

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…