2
2

É NECESSÁRIO NASCER DE NOVO

“Porque lhes dou testemunho de que têm zelo de Deus, mas não com entendimento. Porquanto, não conhecendo a justiça de Deus, e procurando estabelecer a sua própria justiça, não se sujeitaram à justiça de Deus.” (Romanos 10:2,3).

Bom dia!

A história da Igreja está repleta de eventos trágicos praticados por pessoas zelosas. O próprio Apóstolo, em sua extrema dedicação a Deus, perseguia e devastava a Igreja: “Porque já ouvistes qual foi antigamente a minha conduta no judaísmo, como sobremaneira perseguia a igreja de Deus e a assolava.” (Gálatas 1:13).

O livro de Atos dos Apóstolos registra que Paulo respirava ameaças contra os discípulos e aprovava suas mortes: “Saulo, respirando ainda ameaças e morte contra os discípulos do Senhor, dirigiu-se ao sumo sacerdote e lhe pediu cartas para as sinagogas de Damasco, a fim de que, caso achasse alguns que eram do Caminho, assim homens como mulheres, os levasse presos para Jerusalém.” (Atos 9:1,2).

A ignorância é, sem dúvida, um grande inimigo que pode nos arrastar a lugares terríveis, até mesmo para o inferno. O profeta Oseias, que viveu sete séculos antes de Cristo e foi um dos profetas do Reino do Norte (Israel) declarou que o povo de Deus estava sendo destruído por falta de conhecimento (Oséias 4:6) e, por isso, nos adverte a voltar para Deus e conhecê-lo: “Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor; como a alva, a sua vinda é certa; e ele descerá sobre nós como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra.” (Oséias 6:3).

Calvino, citando Agostinho, disse que é melhor prosseguir coxeando no caminho certo, do que sair correndo, com toda a energia pelo caminho errado. O problema ocorre quando estamos a correr com toda a energia no caminho errado, porém com a plena certeza de que estamos no caminho certo. Deus nos livre dessa tragédia.

Alguém já disse que o inferno está cheio de pessoas com boas intenções. As boas intenções fundadas na ignorância podem nos arruinar. Afinal, erro sem maldade é erro; erro com boa intenção continua sendo erro; erro por ignorância ou falta de entendimento, continua sendo erro.

Ao refletir sobre a dificuldade humana de viver em santidade, Paulo exclamou: “Como sou miserável! Quem me libertará deste corpo mortal dominado pelo pecado?” (Romanos 7:24).

Misericórdia, não é mesmo? Como dependemos do Espírito Santo! Como é fundamental conhecer as Escrituras e examinar tudo através delas, pois, se alguém edificar em um fundamento errado e não conseguir perceber, você se torna participante de seu erro. Ao corrigir o erro dos saduceus, Jesus lhes disse: “O erro de vocês está em não conhecerem as Escrituras nem o poder de Deus.” (Mateus 22:29).

Paulo afirma que os judeus, ao desconhecer a justiça de Deus, estabeleceram sua própria justiça e não se sujeitaram a Deus. Disso também a história da Igreja está repleta. Infelizmente. Qual é, então, nossa segurança contra esses erros? A Palavra de Deus e o Espírito Santo! Se sua prática contradiz as Sagradas Escrituras, você está errado. Se o costume e a tradição que você recebeu como herança e preserva há muitas gerações está em desacordo com a Palavra de Deus, você está fora do Caminho.

Se você se esforça, é dedicado e tem zelo com sua religião como o apóstolo Paulo, mas não encontra fundamento para sua prática na Bíblia, é melhor voltar para o Caminho. Como disse Jesus: “O erro de vocês está em não conhecerem as Escrituras nem o poder de Deus.”

Graças a Deus não estamos sozinhos, pois, em todo o processo de busca, de exame e de confirmação ou correção, temos a ajuda do Espírito Santo: “Mas o Ajudador, o Espírito Santo a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto eu vos tenho dito.” (João 14:26).

Rever conceitos e valores, mudar a forma de crer e ser não é fácil. Jesus chama isso de nascer de novo. Em seu encontro com o religioso Nicodemos, Jesus respondeu sua abordagem dizendo: “Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.” (João 3:3).

Nicodemos era membro do Sinédrio e mestre em Israel. Estava dentro da religião, mas fora do reino de Deus. Para esclarecer suas dúvidas, Jesus completou: “Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo.” (João 3:5-7).

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…