2
2

DISCÍPULOS POR TODA PARTE

“Ora, havia em Damasco um discípulo chamado Ananias. Disse-lhe o Senhor numa visão: Ananias! Ao que respondeu: Eis-me aqui, Senhor! Então, o Senhor lhe ordenou: Dispõe-te, e vai à rua que se chama Direita, e, na casa de Judas, procura por Saulo, apelidado de Tarso; pois ele está orando e viu entrar um homem, chamado Ananias, e impor-lhe as mãos, para que recuperasse a vista.” (Atos 9:10-12).

Bom dia!

Nada sabemos a respeito de Ananias, exceto que era um discípulo que tinha intimidade com o Senhor e era cheio do Espírito Santo. Ananias estava pronto para servir a Jesus e ser usado por Ele.

Segundo a tradição da Igreja, Ananias foi um dos setenta enviado por Jesus para anunciar o Evangelho. Podemos também pensar que ele estava entre aqueles que testemunharam a ascensão de Jesus e, mais ainda, que era um dos cento e vinte que estavam reunidos no cenáculo, em Pentecostes.

Se Ananias participou da diáspora provocada pela perseguição, não podemos afirmar, mas ele mesmo disse que havia ouvido falar sobre Saulo e sobre o modo como tratava os servos de Deus que estavam em Jerusalém.

Lucas, que começou por apresentar Saulo como aquele que respirava ameaças e morte contra os discípulos, agora o retrata de joelhos, cego, sem comer, nem beber e em oração. O grande Saulo foi quebrado, sua arrogância se transformou em humildade. A Rocha que o atingiu o fez como pó. Aquele que nada via de Deus, mas que acreditava servi-lo, estando cego, teve seus olhos espirituais abertos para ver um dos discípulos que perseguia entrar no local em que estava e orar por ele para que tornasse a ver.

A linha tem duas pontas. De um lado o Senhor fala com Ananias, do outro, com Saulo. Não há dúvidas, Jesus dirige todas as coisas para cumprir o seu propósito. Nosso Senhor sempre teve e ainda tem discípulos em toda parte.

Foi isso que Deus disse para Elias quando ele pensou que estava sozinho. Após enfrentar e matar os profetas de Baal no monte Carmelo, ameaçado por Jezabel, Elias fugiu para o deserto e pediu ao Senhor sua morte, dizendo para Deus que os filhos de Israel haviam abandonado a aliança e que ele havia ficado só, ao que o Senhor o respondeu: “Conservei em Israel sete mil, todos os joelhos que não se dobraram a Baal, e toda boca que o não beijou.” (1 Reis 19:18).

Assim como Elias e os sete mil desconhecidos, Ananias era servo de Deus e estava pronto para ouvir e obedecer, mesmo que a missão fosse tão desafiadora à fé, como ir de encontro daquele que era famoso por assolar a Igreja.

Como verdadeiro discípulo, Ananias estava pronto para oferecer o perdão e a graça de Deus para Saulo, dar-lhe a outra face e obedecer ao seu Senhor. Como Jesus ensinou, apertada é a porta e estreito o caminho que conduz à salvação e Ananias andava nele.

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…