2
2

CRIAÇÃO E PROVIDÊNCIA

“Tu és digno, Senhor e Deus nosso, de receber a glória, a honra e o poder, porque todas as coisas tu criaste, sim, por causa da tua vontade vieram a existir e foram criadas.” (Apocalipse 4:11).

Bom dia!

Winston Churchill, o ex-Primeiro-ministro do Reino Unido disse certa vez: “Destino, fatalidade, providência parecem-me apenas maneiras diferentes de expressar a mesma coisa, a saber, que a própria contribuição de um homem para a história de sua vida é continuamente dominada por um poder superior externo.”

Qualquer pessoa que deseje edificar uma casa fará, em primeiro lugar, um plano, um projeto para, depois, o executar. Ao concluir a casa, tal construtor certamente cuidará dela. Da mesma maneira, podemos pensar na criação e na providência de Deus, pois, antes de criar todas as coisas segundo o eterno conselho de sua vontade, Deus planejou tudo. Na criação, não há espaço para acidente e acaso. Após concluir a criação, Deus não a abandonou, Ele cuida de tudo.

Aprendemos que os decretos de Deus “são o seu eterno propósito, segundo o conselho da sua vontade, pelo qual, para sua própria glória, Ele preordenou tudo o que acontece.” Seu propósito é chamado “eterno” porque foi feito na eternidade, antes que todas as coisas separadas dele existissem. Em outras palavras, os decretos são pré-temporais, existem antes mesmo do tempo existir.

Reunidos na Abadia de Westminster, os sábios, após se perguntarem como Deus executa seus decretos, responderam: “Deus executa seus decretos nas obras da criação e da providência.”[1] Com sua ajuda, entendemos que Deus não apenas emite seus decretos, Ele os executa perfeitamente: “Eu sou Deus, e não há outro, eu sou Deus, e não há outro semelhante a mim; que desde o princípio anuncio o que há de acontecer e desde a antiguidade, as coisas que ainda não sucederam; que digo: o meu conselho permanecerá de pé, farei toda a minha vontade.” (Isaías 46:9,10).

Em seu trabalho na criação, Deus criou todas as coisas, por seu infinito poder e sabedoria, e de acordo com seu plano eterno. Em sua providência, Deus preserva e governa todas as coisas, de acordo com o eterno conselho de sua vontade.

A doutrina da criação separa a fé judaico-cristã de outras religiões e de todas as formas de secularismo. O mundo não surgiu por meio de um acidente cósmico, nem é produto do acaso. A Bíblia nos faz saber que a criação surgiu como resultado da ação direta, intencional e inteligente do Criador.

A primeira sentença do primeiro livro da Bíblia afirma que Deus é o Criador: “No princípio, criou Deus os céus e a terra.” (Gênesis 1:1). Neste pequeno versículo, passamos a saber que houve um princípio, que há um Criador e há uma criação. Embora a maioria, senão todos, defendem a ideia de que tudo teve um princípio, nem todos admitem a existência de um Criador.

Nós, judeus e cristãos, cremos na existência de Deus e que Ele é o Criador. Cremos, ainda, que Deus criou tudo o que existe a partir do nada. Segundo o teólogo R. C. Sproul (2017), “Deus é autoexistente e eterno em seu ser, e somente ele tem a capacidade de criar coisas a partir do nada.” Seu poder é absoluto e exclusivo. “Somente Deus tem esse poder. Somente Ele tem o poder de criar matéria, não apenas de moldá-la de algum material pré-existente.”

Ao longo de sua história e de seu relacionamento com Deus, além de crer que Deus criou todas as coisas, os discípulos de Jesus creem em sua providência, isto é, que Deus sustenta todas as coisas, sustenta a criação. No dizer de Sproul (2017), aquilo que “Deus cria e traz à existência Ele sustenta e preserva. Portanto, somos dependentes de Deus não somente quanto à nossa origem, mas também quanto à nossa existência a cada momento.”

REFERÊNCIA

SPROUL, R. C. Somos todos teólogos: uma introdução à teologia sistemática. São José dos Campos: Editora Fiel, 2017.

WESTMINSTER, Assembleia. O Breve Catecismo de Westminster. São Paulo: Editora Cristã, 2021.

_____
[1] PERGUNTA 8: Como Deus executa seus decretos? RESPOSTA: Deus executa seus decretos nas obras da criação e da providência.

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…