2
2

CONFUSÕES OU CONVENIÊNCIAS?

“Também naqueles dias alguns nobres de Judá escreveram muitas cartas, que iam para Tobias, e cartas de Tobias vinham para eles. Pois muitos em Judá lhe eram ajuramentados porque era genro de Secanias, filho de Ará; e seu filho Joanã se casara com a filha de Mesulão, filho de Berequias. Também das suas boas ações falavam na minha presença, e as minhas palavras lhe levavam a ele; Tobias escrevia cartas para me atemorizar.” (Neemias 6:17-19).

Bom dia!

Infelizmente, sempre há um grupo de conformados que não aceita as mudanças. Seja em razão de perda de poder, posição, dinheiro ou preguiça, eles resistem às mudanças. Nem sempre a situação é ideológica, nem sempre eles são fiéis a uma posição. Muitas vezes, tão somente temem perder sua fonte de lucro.

Em Jerusalém, Neemias não enfrentou oposição apenas dos arábios, dos amonitas e dos asdoditas, os nobres de Judá estavam comprometidos com aqueles que não queriam mudanças na situação da cidade. Enquanto diversas famílias se mobilizavam para reedificar os muros, “os seus nobres, porém, não se sujeitaram ao serviço do seu senhor.” (Neemias 3:5). Surpreendentemente, mesmo diante de todos os sinais e da manifestação do poder de Deus, os nobres permaneceram em sua posição contra os habitantes da cidade em conspiração contra Neemias.

Em nosso tempo, muitas vezes fico surpreendido com pessoas e instituições cristãs que assumem posições, claramente, anticristãs e entregam seus corações e consciências para aqueles que debocham de Cristo e de seus ensinamentos. Em suas reflexões sobre a Igreja atual, Michael Horton afirma que a comunidade cristã está caminhando para a prática de um cristianismo sem Cristo, mais centrado no homem e suas ações, do que em Deus e sua obra de salvação entre nós.[1]

Os nobres resistiram e traíram seu povo em Judá, conspirando contra Neemias, a aristocracia religiosa do tempo de Jesus rejeitou sua mensagem e o entregou para ser crucificado, conspirando com as autoridades pagãs, em nosso tempo, assistimos, sem entender, cristãos assumindo posições e adotando filosofias anticristãs. Não é sem razão que a Escritura recomenda: “E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12:2).

Confusões ou conveniências? Não é fácil entender se os discípulos de Jesus que se levantam contra Ele estão confusos, aprisionados em sofismas ou se agem por conveniência em razão de uma situação mais favorável, mesmo que notadamente, anticristã. Seja o que for, você precisa examinar se todas as suas posições estão fundamentadas na Palavra de Deus. Para conseguir fazer isso, você precisa, evidentemente, examinar as Escrituras, as quais existem, exatamente, com essa finalidade: “Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver.” (2 Timóteo 3:16).

Diferentemente de Neemias que deixou sua posição confortável no palácio de Artaxerxes, os nobres de Judá viviam em uma cidade assolada, mas não se importavam, pois estavam conformados com aquela situação e tiravam vantagens dela. Seja o que for, o dilema que está colocado diante de você é ganhar o mundo ou salvar sua alma: “Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me. Porquanto, quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por minha causa achá-la-á. Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma?” (Mateus 16:24-26).

____

[1] HORTON, Michael. Cristianismo sem Cristo. São Paulo: Cultura Cristã, 2019.

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…