2
2

“Eles os prenderam e, como já anoitecia, os colocaram na prisão até a manhã seguinte.” (Atos 4:3).

Bom dia!

A primeira vez que ouvi alguém falar sobre Deus como fonte de toda autoridade eu era aluno da Academia de Polícia Militar. O tenente, que era nosso professor e chefe de curso, nos disse que, certa vez, ele estava perseguindo um criminoso que fugiu a correr pelo interior de uma Igreja.

O Oficial, que vinha logo atrás, também entrou na Igreja. Quando as pessoas o viram entrar correndo e armado, gritaram: “Está repreendido, Satanás!” É verdade que o tenente era muito severo, mas o pessoal exagerou.

Ele nos contou que deixou o bandido ir embora, pegou o microfone e abriu a Bíblia na carta de Paulo aos Romanos, no capítulo treze, e começou a explicar para eles o texto: “Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas.” (Romanos 13:1). A Bíblia ensina que toda autoridade provém de Deus e que seu propósito é fazer o bem.

Em razão de nossa natureza moral estar afetada pelo pecado e vivermos sob a influência da concupiscência da carne, da concupiscência dos olhos e da soberba da vida, muito facilmente deixamos de servir a Deus como seus ministros e passamos a servir a nós mesmos ou ao diabo. Daí, em vez de praticar o bem como ministros de Deus, passamos a fazer o mal.

Pela boca de seu servo Pedro, Deus nos ordena tratar a todos com honra, amar os irmãos, temer a Deus e honrar o rei. (1 Pedro 2:17). Chales Colson, ex-conselheiro-chefe do Presidente Richard Nixon, disse, certa vez: “Pessoas que não temem a Deus, logo não temem mais o homem e não respeitam as leis e autoridades humanas.”

As autoridades em Jerusalém, mesmo diante de um grande milagre, da demonstração do poder de Deus e do evidente bem realizado a um pobre necessitado, decidiram que a melhor coisa a fazer era prender os apóstolos.

Você pode acreditar que sua posição é resultado de seu grande esforço, renúncia e noites mal dormidas. Pode pensar que investiu e, em consequência de seu esforço, foi aprovando em um concurso e nomeado. A Bíblia, porém, esclarece que é Deus quem dá sabedoria e poder, remove e estabelece os reis. Não foi você, é Deus. Toda autoridade tem sua fonte nele: “Seja bendito o nome de Deus, de eternidade a eternidade, porque dele é a sabedoria e o poder; é ele quem muda o tempo e as estações, remove reis e estabelece reis; ele dá sabedoria aos sábios e entendimento aos inteligentes.” (Daniel 2:20,21).

Se você recebeu autoridade, precisa ter clareza a respeito de sua origem e de seu propósito: a autoridade é ministro de Deus para o bem, para servir e cuidar do outro que tenha necessidade. (Romanos 13:4). Foi para esclarecer isso, que Paulo continuou o seu texto aos Romanos a dizer que a autoridade é “diáconos”[1] de Deus para o seu bem.” (Romanos 13:4a).

Um dos problemas mais graves das autoridades instituídas em nosso país é que elas não conhecem sua origem e o propósito para o qual foram chamadas. Parecem também não saber que há uma autoridade mais elevada do que a deles a quem um dia prestarão contas.

Se você recebeu autoridade, cuidado para não usar sua autoridade para o mal. Este é um cuidado que temos de ter todos os dias, uma oração que deve ser feita sempre: “Senhor, usa-me como ministro seu para o bem. Não me deixe cair em tentação, livra-me do mal.

___

[1] Bíblia Almeida Revista e Atualizada com os números de STRONG. Diáconos: διακονος: 1) alguém que executa os pedidos de outro, especialmente de um mestre, servo, atendente, ministro; 1a) o servo de um rei; 1b) diácono: alguém que, em virtude do ofício designado a ele pela igreja, cuida dos pobres e tem o dever de distribuir o dinheiro coletado para uso deles.

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…