2
2

A QUEM DEVEMOS OUVIR

“Enquanto assim falava, veio uma nuvem e os envolveu; e encheram-se de medo ao entrarem na nuvem. E dela veio uma voz, dizendo: Este é o meu Filho, o meu eleito; a ele ouvi. Depois daquela voz, achou-se Jesus sozinho. Eles calaram-se e, naqueles dias, a ninguém contaram coisa alguma do que tinham visto.” (Lucas 9:34-36).

Bom dia!

Neste capítulo do Evangelho de Lucas, os acontecimentos e registros parecem ter o objetivo de confirmar a identidade de Jesus, sendo sua transfiguração o ponto mais alto. As multidões estavam confusas a respeito dele, Pedro declarou que Ele era o Cristo, a filha de Jairo foi ressuscitada e aconteceu a primeira multiplicação dos pães.

Agora Jesus, como habitualmente fazia, subiu ao monte com seus discípulos para orar, mas eles estavam sonolentos. Enquanto orava, sua aparência mudou, seu rosto brilhava como o sol em sua força, dizem os evangelistas, e suas vestes resplandeceram. Nisso apareceram Moisés e Elias que conversavam com Ele e o assunto, Lucas diz, era o seu êxodo, sua partida.

Pedro, desejando entrar na conversa, disse: Mestre, bom é estarmos aqui; então, façamos três tendas: uma será tua, outra, de Moisés, e outra, de Elias, não sabendo, porém, o que dizia.” (Lucas 9:33).

Pedro estava certíssimo ao dizer que era bom estar na presença do Senhor, pois Ele é a Vida, o Bom Pastor, o Maná vivo que desceu do céu. Na presença de Jesus há plenitude de alegria e na sua mão direita há delícias perpetuamente. (Salmo 16:11).
Muitos procuram alegrias e delícias fora dele, procuram delícias e prazeres no mundo e até encontram alguma coisa, porém, a ressaca e o cansaço vêm junto e tornam amargo aquilo que parecia doce.

Pedro identificou os dois grandes profetas do Antigo Testamento, Moisés e Elias e cometeu o equívoco de os colocar em igualdade com Jesus. Infelizmente é comum as pessoas rebaixarem Jesus ao nível dos profetas, dos santos ou dos anjos, mas é imprescindível saber que o Pai o exaltou acima de tudo e de todos: “Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.” (Filipenses 2:9-11).

Pedro equiparou Moisés, Elias e Jesus, Deus, no entanto, tratou, rapidamente, de corrigir e instruir os discípulos: uma nuvem os cobriu e veio dela uma voz dizendo: “Este é o meu Filho, o meu Eleito; a Ele ouvi” e os discípulos viram apenas Jesus, o Filho a quem devemos ouvir.

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…