“E, no primeiro dia da Festa dos Pães Asmos, quando se fazia o sacrifício do cordeiro pascal, disseram-lhe seus discípulos: Onde queres que vamos fazer os preparativos para comeres a Páscoa? Então, enviou dois dos seus discípulos, dizendo-lhes: Ide à cidade, e vos sairá ao encontro um homem trazendo um cântaro de água; segui-o e dizei ao dono da casa onde ele entrar que o Mestre pergunta: Onde é o meu aposento no qual hei de comer a Páscoa com os meus discípulos?” (Marcos 14:12-14).

Bom dia!

Se você é pai, possivelmente já viveu algo parecido com a situação que vou relatar: O pai leva seu filho pequeno à uma praça bem ampla onde há alguns brinquedos e, ao chegar na praça, “solta” o filho para brincar. O menino corre de um lado para o outro, sobe a escada, desce no escorregador, se levanta, sai correndo e tem a clara sensação de que está livre e pode fazer o que quiser.

De repente, ele cai feio e parece que se machucou, procura o pai, que está vigilante, a buscar socorro, porém, o pai lhe diz, de modo firme: “Levanta-te!” O menino respira fundo, sente-se seguro, se levanta e sai correndo para o escorregador, recomeça o ciclo e sobe, mais uma vez, a escada. Mesmo que não perceba, durante todo o tempo em que ele está “sozinho” no pátio, o pai o acompanha e tem o controle de tudo.

O Pai Celestial age da mesma forma. Ele não se cansa, não dorme, não cochila e tem o controle de tudo (Salmo 121:4). Pode até não agir, mas nos encoraja dizendo: “Levanta-te! Seja forte e corajoso.”

Em plena execução do plano para resgatar a humanidade do império das trevas, Jesus tem o controle total da história. Ele é o Alfa e o Ômega, o Princípio e o fim. Após selecionar e treinar seus discípulos, percorrer a Galileia, Samaria e Judeia a pregar o Evangelho do Reino, curar os enfermos e libertar os cativos das trevas, Jesus será traído por um de seus discípulos, preso, julgado, condenado à morte e crucificado.

Embora esteja para ser traído, nosso Senhor controla todas as circunstâncias, não há contingências, não há surpresas, tudo foi previsto, tudo faz parte do plano: “Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.” (Gênesis 3:15).

Para que tudo seguisse como planejado, Jesus tomou as providências necessárias para celebrar a Páscoa com seus discípulos. Será sua última lição para eles antes da sua prisão.

Quando entrou triunfalmente em Jerusalém, para que se cumprisse a profecia, o Messias precisava estar montado em um jumentinho. Os discípulos não sabiam como Ele fazia isso sem sair de perto deles, mas o Senhor lhes ordenou: “Ide à aldeia que aí está diante de vós e, logo ao entrar, achareis preso um jumentinho, o qual ainda ninguém montou; desprendei-o e trazei-o.” (Marcos 11:2).

Ele tem o controle de tudo e nunca é surpreendido. No Jardim do Éden, após desobedecerem a ordem de não comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, o homem e a mulher se esconderam quando foram procurados por Deus. Ao confessarem que haviam se escondido porque tinham vergonha por estarem nus, Deus lhes perguntou: “Quem te fez saber que estavas nu? Comeste da árvore de que te ordenei que não comesses?” (Gênesis 3:11).

Deus tem o controle de tudo e nunca é surpreendido. Quando Alexandre, o Grande, veio da Macedônia conquistando todo o mundo e derrotou Dario, rei dos persas, o sumo sacerdote Jado ficou desesperado, por isso buscou a Deus e ordenou a todos que fizessem orações. À noite, Deus lhe apareceu em sonhos e ordenou que enfeitasse toda a cidade com flores, abrisse todas as portas, se vestisse com as vestes sacerdotais, com todos os sacerdotes vestidos da mesma forma, e fossem ao encontro de Alexandre.

Os inimigos de Israel que estavam com Alexandre, sabendo de sua ira, se prepararam para o saque a Jerusalém e para castigar o sumo sacerdote, porém, Alexandre surpreendeu a todos:

“O soberano apenas viu aquela grande multidão de homens vestidos de branco, os sacrificadores revestidos com seus paramentos de linho e o grão-sacrificador, com seu éfode, de cor azul adornado de ouro e a tiara sobre a cabeça, com uma lâmina de ouro sobre a qual estava escrito o nome de Deus, aproximou-se sozinho dele, adorou aquele augusto nome e saudou o grão-sacrificador, ao qual ninguém ainda havia saudado.” (JOSEFO, 1990, pg. 274).

Ao lhe perguntarem por que ele, que era adorado em todo o mundo, adorava o sumo sacerdote dos judeus, Alexandre lhes respondeu: “Não é a ele […] que eu adoro, mas é Deus, de quem ele é o ministro, que eu adoro, pois quando eu ainda estava na Macedônia e imaginava como poderia conquistar a Ásia, Ele me apareceu em sonhos nesses mesmos hábitos e me exortou a nada temer, disse-me que passasse corajosamente o Helesponto e garantiu-me que Ele estaria à frente do meu exército e me faria conquistar o império dos persas.” (IDEM, pág. 274).

Não há dúvida de que Deus é o Senhor e que tem o domínio de tudo, como disse o profeta Daniel: “Seja bendito o nome de Deus, de eternidade a eternidade, porque dele é a sabedoria e o poder; é ele quem muda o tempo e as estações, remove reis e estabelece reis; ele dá sabedoria aos sábios e entendimento aos inteligentes.” (Daniel 2:20,21).

Jesus está no controle, por isso, não apenas previu, mas cumprirá todas as promessas que fez para redimir a humanidade. Seu plano está em andamento e a Páscoa é uma parte importante dele. Jesus tem o controle de tudo, conhece nossas limitações e dificuldades, por isso nos olha neste mesmo momento e diz: “Não temas! Seja forte e corajoso! Levanta-te!

Referência

JOSEFO, Flávio. História dos Hebreus. Rio de Janeiro: CPAD, 1990.

Cel. Cícero Nunes

Cel. Cícero Nunes

Professor Estudo Bíblico

Cícero Nunes Moreira é casado com Cibele Mattiello da Rocha Moreira. Ordenado ao ministério sacerdotal há vinte e cinco anos, autor e Pastor na Igreja Evangélica Vida com com Cristo e capelão voluntário na Policia Militar de Minas Gerais com atuação, principalmente na Academia de Policia Militar e no Hospital da Policia Militar. Mestre em Ciências da Religião pela PUC Minas e Coronel do Quadro de Oficiais da Reserva. Autor do Livro Religião e Direitos Humanos na Policia Militar e Segue-me! Conectando-se ao Evangelho de Lucas.

Você também pode gostar…